QUARTO DE BLOGUEIRA COM A RAY | LANÇAMENTO E EXPLICAÇÕES

Oi meus amores! Hoje é um dia muuuito especial pra gente <3 Acabamos de liberar lá no canal contando pra vocês
VER POST

ENTREVISTA PARA O SITE DE ALL THINGS HAIR

Oi meus amores! Lembram que no último post aqui do blog eu comentei com vocês sobre o site de All Things
VER POST

AFRO PUFF COM TWIST EMBUTIDO | ALL THINGS HAIR

Oi meus amores! Saiu mais um vídeo lá no canal de All Things Hair :) Acredito que a maioria de vocês
VER POST

COMO FAZER HALF BUN PARA CABELOS CACHEADOS | ALL THINGS HAIR

Oi meus amores! Saiu mais um vídeo de penteado lá no canal de All Things Hair, inclusive, se você ainda não
VER POST

VÍDEO: BIG CHOP DA GRAZI

Oi amores!

Hoje é um dia muito especial. Depois de quase um ano de transição, a Grazi (clique aqui para conhecer a história dela) decidiu fazer o big chop, ou seja, cortar toda a parte alisada do cabelo!

Então começou a nossa busca por alguém que pudesse entender qual era o desejo da Grazi e que não fosse sugerir uma nova escova progressiva, com um composto inovador e exclusivo buscado nos emirados árabes, rs. #rayirônica

Lembrei da Gabi, uma amiga da igreja, que disse que passou a cuidar dos seus cachos com a Fabiana Lourenço, dona de um salão dedicado exclusivamente a tratamentos e cortes para cabelos ondulados, cacheados e crespos.  E nós fomos até lá, vem ver como foi:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=24O979Z9Eko]

Essa mulher é uma simpatia gente! Linda e cheia de personalidade. Obrigada por nos receber tão bem Fabi!

  • Informações do Salão:

Telefone: (19) 3234-1213
Endenreço: Rua Major Solon, 290, Cambuí, Campinas, SP
E-mail para contato: salao@fabianalourenco.com.br
Site: http://fabianalourenco.com.br/

Por hoje é isso meus amores!

Esperamos as encorajar no período de transição e aguentar firme e forte até o momento de fazer seu Big Chop também.

Não deixe de nos contar o que achou!

Beijinhos da Grazi, da Fabi e da Ray!

ÍNTIMAS DA RAY: DÉBORA KRISTEN

Como a maioria de nós, a Débora cedeu a ditadura dos cabelos comportados! Vamos conhece-la?

“Sempre gostei de ser assim cacheadinha. PORÉM, a ditadura dos cabelos controlados, sem frizz, dominados, de fato me perseguia todos o dias.

As vezes até arriscava usa-lo solto, mas sempre era um fiasco, por não saber como lidar com aquele cabelo todo. Aos 13 anos de idade usei o relaxamento pela primeira vez, repetindo o processo a cada quatro meses. No início parecia que tinha ficado liindo, perfeito, totalmente sem volume, do jeitinho que eu queria. Depois da quinta aplicação (a última, em janeiro de 2012) percebi que havia alguma coisa errada. 

Os fios estavam tão ásperos que pareciam ser cerdas de uma escova! E o pior, depois disso: meu cabelo começou a cair numa proporção que me fez achar que iria realmente ficar careca!

Então decidi que não iria mais maltratá-los daquele jeito. Comecei a procurar meninas que já tivessem tido essas experiências como a minha e encontrei várias, o que me incentivou muito. As pontas totalmente alisadas começaram a quebrar e então fiz o primeiro corte, na altura do ombro. Esperei mais sete meses e cortei tudo que ainda restava de cabelos relaxados (agora eu mesma os corto quando necessário). 

Hoje sou muito mais feliz, me aceito e me assumo. Negra? Sim! Cabelão? Sim! Estou muito mais satisfeita, com a auto-estima lá em cima, aprendendo seeempre com a Ray e outras blogueiras e ajudando minhas amigas a se assumirem também como Deus as fez. Débora Kristen, 19.”

NOS CONTE A SUA HISTÓRIA! Veja como, clicando AQUI!

 Eu e a Débora queremos saber o que você achou, deixe seu comentário!

 Beijinhos, Ray.

ÍNTIMAS DA RAY: VIVI NASCIMENTO

Oi meus amores! A nossa Íntima da hoje é Miss! Coisa mais bonita, rs. Vamos conhecer a história da Vivi?

“Desde que sou uma cacheadinha achava que entendia de beleza e que isso estava ligado a padrões que eu deveria seguir: cabelos lisos, rs.  Mas aos meus 16 anos, me senti escrava do meu próprio cabelo, todos os dias estava escovado, o que me fazia perder muito tempo!

Quando chovia, vocês já sabem: meu Deus, e agora?

Um dia eu estava em uma perfumaria e vi a embalagem de um creme de hidratação com uma moça linda de cabelos cacheados e fiquei me corroendo por dentro. Pensei: será que realmente devo escova-los e que todos precisam ter cabelos lisos?

Então decidi valorizar tudo o que Deus me deu, Ele é perfeito.

Depois que assumi meus cachos minha vida literalmente mudou, hoje eu desfruto de uma tranquilidade que antes eu não tinha. Cheguei no nível máximo de aceitação por mim mesmo participando de um concurso de beleza no fim de 2013 e ganhei! Dia 09 de agosto irei mais uma vez leva-los ao Miss Estado de São Paulo, Torçam por miim!”. Vivi Nascimento

Nas fotos do concurso, a Vivi usou babyliss na finalização (nas outras desconfio que nas mechas da frente, como eu fazia antes), e mesmo eeeu prefindo a modelagem original dos seu lindo cabelão, ela estava lindaaa!

NOS CONTE A SUA HISTÓRIA! Veja como, clicando AQUI!

 Eu e a Vivi queremos saber o que você achou, deixe seu comentário!

 Beijinhos, Ray.

ÍNTIMAS DA RAY: BIANCA CASTRO SILVA

Vamos conhecer a nossa Íntima de hoje, minha gente? Como a maioria de nós, a Bia sofreu muito na escola e isso a levou a fazer progressiva e usar chapinha, mas ela percebeu que isso não estava dando certo. Vamos conhecer a sua história?

“Eu nunca gostei do meu cabelo natural. Quando criança, sofri muito na escola: diziam que meu cabelo era ruim. Me lembro de ir em frente ao espelho chorar e me perguntar, ‘porque nasci com o cabelo ruim?’. 

Aos 12 anos comecei a fazer progressiva e isso continuou por mais 4 anos, até os meus fios começarem a quebrar! 

Não sabia o que fazer, até encontrar os vídeos da Ray. Aprendi a fazer fitagem e a hidratar. Resolvi parar de uma vez com a progressiva e passei a cuida do meu cabelo! 

Minha transição foi muito difícil, sofri muito preconceito, quase não resisti e voltei a usar chapinha, mas Deus me deu força para continuar e hoje já estou a 1 ano e 8 meses livre de alisamentos!” Bianca C Silva.

NOS CONTE A SUA HISTÓRIA! Veja como, clicando AQUI!

 Eu e a Bia queremos saber o que você achou, deixe seu comentário!

 Beijinhos, Ray.

ÍNTIMAS DA RAY: EUGENIA LASSALLES

Gente, oia que chique o Íntimas da Ray de hoje! rs

A Eugenia nos escreveu em espanhol, diretamente o Uruguai! Não falo a língua, mas como é muito aproximada a nossa, consegui entender sua história farei um pequeno resuminho em português! Combinado?

“Não me lembro de já ter gostado dos meus cachos. Sempre vi todas as minhas colegas com seus longos cabelos lisos – que eu nunca teria – e por isso, me sentia muito triste e diferente. 

Aos 13 anos fiz meu primeiro alisamento com produtos químicos, mas única coisa que aconteceu foi estragar o meu cabelo porque nunca tive o efeito desejado, os cachos sempre voltavam! E essa foi a pior fase. Aos 15 anos, voltei a tratar o meu cabelo com produtos químicos e isso durou por quase 3 anos.

Quando conheci o meu namorado jurei que ele nunca me veria com o cabelo natural, porque eu o odiava, mas de tanto insistir, fiquei 4 meses sem alisamentos.

Quando estava realmente convencida, cortei o meu cabelo no ombro, e aqui estou eu! 

Admito que ainda está sendo difícil não desejar o meu cabelo liso e longo, mas então eu penso sobre o quão bom será olhar para ele daqui a alguns anos! Também agradeço a Deus por me dar tudo o que eu tenho… 

Um grande beijo Ray! Obrigado por seus conselhos!” Eugenia Lassalles, 19.



Sei que sou suspeita, mas a Eugenia fez uma excelente escolha. Não acham? 🙂

NOS CONTE A SUA HISTÓRIA! Veja como, clicando AQUI!

Eu e a Eugenia queremos saber o que você achou, deixe seu comentário!

Beijinhos, Ray. 

ÍNTIMAS DA RAY: TAÍSA ARRUDA

O Íntimas da Ray de hoje é super detalhado e cheio de fotos! Bom né gente? Vem conhecer a história da Taísa:


























“Eu não sabia cuidar do meu cabelo e por isso vivia preso com bastante creme. Na escola sofria muito com os apelidos que recebia. Tinha muita vergonha de mim e raiva do meu cabelo. Aos 15 anos resolvi fazer relaxamento na raiz, por recomendação de um cabeleireiro, e desde então passei a fazer o procedimento aos menos uma vez por mês. Era feliz ou achava que era.

Para ficar bem lisinho eu escovava e pranchava três vezes por semana. Triste, não? Por causa do excesso de calor e química, meu cabelo se tornou extremamente fraco e por isso o relaxamento já não fazia o mesmo efeito. Os fios começaram a quebrar, principalmente na parte da frente. 

Sou de Porto Velho – Rondônia. Quando mudei para São Paulo, aos 24 anos, não consegui achar um salão que utilizasse os mesmos produtos de relaxamento que eu usava há anos e por isso resolvi deixar de alisar por medo de ficar literalmente careca. Foi então que comecei minha saga para me aceitar e ‘domar’ um cabelo ondulado, liso e encaracolado ao mesmo tempo.  Totalmente sem definição.



Comecei por conta própria, a estudar cabelos, ler o site da Anvisa para entender as composições dos produtos e entender porque eu e outras milhares de pessoas não se aceitavam com cabelo afro. Por causa da minha procura infinita por produtos e formas de tratamento, consegui, aos poucos, voltar a forma natural dos meus cachos. 

Eles são encaracolados em cima e crespos na parte de baixo. Hoje eu AMO meu cabelo.

Aliás, invejo as meninas com os cabelos encarapinhados – mais conhecidos como black – por causa do volume. Amo, amo e amo volume! Posso dizer que estou plenamente feliz com meu cabelo. Me sinto segura e mais mulher quando ele resolve aparecer mais que eu!

Aqui no meu estado é difícil encontrar profissionais que saibam lidar com cabelos afro. Por causa disso resolvi ajudar outras meninas criando um grupo no face chamado Cacheadas RO. A ideia é simples: auxiliar as pessoas a se aceitarem do jeito que Deus desenhou.” Taísa Arruda, 28.

Também gostaria de nos contar a sua história? Veja como clicando aqui!

Deixe seu comentário!

Beijinhos, Ray.

ÍNTIMAS DA RAY: THALITA MORAIS

Íntimas da Ray de volta meus amores!

Hoje nós vamos conhecer o antes e depois da Thalita Morais, que não contou muitos detalhes sobre a sua história, mas suas fotos falam o suficiente. Vem ver:

“Eu vivia com o cabelo preso, o odiava por achar que tinha muito volume. Então, tive a ‘brilhante ideia’ de fazer progressiva. A química foi tão forte que provocou danos no meu couro cabeludo. 

Enquanto o cabelo crescia, fui aparando aos poucos. Foi muito difícil a fase em que ele estava metade liso e metade cacheado. Foram 6 longos meses* até a progressiva sair por completo.

Com as dicas da Ray consegui aumentar minha autoestima e até sai da faixa de obesidade!

Agora, nem pensar em esconder as molinhas da minha cabeça!” Thalita Morais.
























*O período de transição varia de acordo com o ritmo de crescimento do seu cabelo. O caso da Thalita foi um dos mais rápidos que eu já vi, (não sei se ela chegou a exatamente esse comprimento em tão pouco tempo ou cortou curtinho se livrando da química) considerando que a média fica em torno de um a dois anos.

Também gostaria de nos contar a sua história? Veja como aqui!

Deixe seu comentário!

Beijinhos, Ray.

ÍNTIMAS DA RAY: SARA SILVA

Quando achamos que já vimos de tudo, uma história inusitada! A Sarinha assumiu seu cabelo cacheado depois que o elástico que ela usou para fazer um coque arrebentou, na escola! rs.

Vem conhecer a história dela:

“Eu vivia choramingando pelos cantos porque meu cabelo não era liso e porque tinha muito volume!

Eu pensava: ‘Tudo bem cabelo, quer ser enrolado? Seja. Mas sem volume, por favor!’. Então fazia o que a maioria já fez, deixava o cabelo praticamente pingando de creme, beeem lambido. Mas isso se eu não havia feito escova, porque neste caso, queria poder ficar o mês inteiro com o cabelo escovado!

Vivia implorando para minha mãe me deixar fazer progressiva, mas como ela sabe de tudo, nunca deixou fazer nada (obrigada mãe)!.Com o tempo, aprendi a usar o meu cabelo cacheado, mas sempre achava que estava com muito volume e por isso eu tinha vergonha e prendia antes mesmo de chegar a porta da escola.

Um dia, saindo atrasada para o colégio, não havia feito escova e com o cabelo molhado, fiz um coque de última hora. Chegando lá, o elástico arrebentou no meu cabelo e todos me viram de cabelo cacheado! Para a minha surpresa, muitos me elogiaram, disseram que combinava mais comigo. Até a diretora da escola concordou e a partir daí, comecei a buscar dicas de como cuidar dele assim, cacheado.

Perecebi que era bem mais fácil e bem mais bonito do que eu pensava! Agora sou uma cacheada completamente apaixonada por meus cacho, já incentivei várias amigas a assumirem os cachos e todas se tornaram seguidoras da Ray!”. Sara Silva, 17.


Também gostaria de nos contar a sua história? Veja como aqui!

Não deixe de nos contar o que achou!

Beijinhos, Ray.

ÍNTIMAS DA RAY: JANNIFFER ÁGATHA

Oi lindas e lindos da minha vida!

Suspeito que o Íntimas da Ray seja um dos quadros preferidos de vocês aqui no blog, e confesso que um dos meus também. Passo horas para escolher a Íntima do dia e dá um trabalhão para editar as fotos e os textos, mas durante esse mesmo período, me emociono diversas vezes! Não mensuro como a minha experiência e as minhas palavras impactaram milhares de pessoas no Brasil e fora dele. É a maior gratificação do meu trabalho (que hoje, é trabalho)!

Vamos conhecer a Janni (sempre apelido as minhas meninas! Ficamos tão mais próximas! rs). Ela usou química desde muito cedo, mas depois de alterar o produto que usava quando criança, seu cabelo ficou muito danificado. Vem ver!

“Desde os seis anos de idade minha mãe fazia relaxamento em meu cabelo, com produtos menos agressivos, apenas para controlar o volume. Aos dez anos fui pela primeira vez ao salão e me submeti a um relaxamento feito por um profissional com produtos muito mais fortes do que já estava acostumada. 

Logo senti a diferença pois meu cabelo não apresentava volume nenhum. Após alguns retoques percebi que meu cabelo estava perdendo a forma, já não era mais cacheado, muito menos liso. Recebi muitas críticas pois tinha “estragado” o meu cabelo. 

Depois de um tempo usando o cabelo daquela forma, passei a usar escova e chapinha frequentemente. No começo até achei que combinava comigo. Fui escrava da chapinha por uns três anos e já não era mais feliz. Tinha saudade do meu antigo cabelo, que não me privava de nada, e eu não usava a muito tempo.

Certo dia resolvi ir a uma festa com o meu cabelo ‘natural’ e já havia perdido praticamente toda química. Recebi muitos elogios e resolvi que não queria mais fazer escova nem chapinha. Me sentia livre novamente, rs. Como não sabia como cuidar muito bem dos meus cachos, resolvi procurar vídeos que pudessem me ajudar, foi quando conheci a Ray. 

Desde então passei a utilizar todas as suas técnicas e dicas e amei os resultados. Comecei a me sentir muito mais segura, meu amor pelo meu cabelo e por quem sou naturalmente só cresceu! Hoje não consigo pensar em meu cabelo sem me lembrar da Ray e de tudo aquilo que mudou em mim desde que a conheci. Obrigada por tudo Rayza Nicácio! Grande beijo.” 

Janniffer Agatta S Rodrigues, 17.

Também gostaria de nos contar a sua história? Veja como aqui!

Não deixe de nos contar o que achou!

Beijinhos, Ray.

VÍDEO: ENCONTRINHO ÍNTIMAS DA RAY MACEIÓ

Oi amoreees!

Hoje saiu finalmente o vídeo de como foi o encontrinho com as minhas leitoras Alagoanas. Foi muito especial, com meninas não só de Maceió, mas que também vieram do interior só para termos um tempinho juntas! Lindas!
Me emocionei editando, espero que vocês se sintam mais perto de nós também!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=D_FR8sd7taY]

*A edição foi feita nesse formato porque essa câmera ainda era novidade para gente, e não combinamos nada de como registraríamos.
** A cor da imagem é pelo mesmo motivo.

Espero muito que tenham gostado!

Beijinhos da Ray.